SENESCENTIS significa "envelhecimento" em latim, uma ação natural do tempo sobre nosso corpo e uma  grande conquista da humanidade. Estamos vivendo mais, nos tornando longevos e nosso compromisso enquanto empresa é desenvolver soluções criativas em educação para o envelhecimento.  

CURSOS - LIVROS - JOGOS

CONHEÇA NOSSO ESPAÇO ;)

BLOG

A Diretora técnica da Senescentis, Michelle Clos, esteve presente como painelista na 7ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa do município de Gravataí/RS, que aconteceu na sexta-feira, 22, no CTG Aldeia dos Anjos. O painel foi realizado em parceria com a Médica Geriatra Maria Cristina Berleze, Chefe do Serviço de Geriatria do Hospital...

A Senescentis é uma empresa que vem se consolidando na construção de estratégias, conteúdos e metodologias voltadas a soluções criativas em educação para o envelhecimento. Conheça nossos cards de divulgação!

O que dizem os leitores de "Mudando de endereço: como escolher um residencial geriátrico":

Dore Correa

Cuidadora de idosos

"Eu li e achei excelente, inclusive a senhora que cuido também leu e gostou muito, recomendo..."

Patrícia Grossi

Assistente Social/ PUCRS

"Adorei a leitura! recomendo!"

Silvana Poltronieri Lamers

Enfermeira/  Residencial Geriátrico Bela Vista

"O Livro Mudando de Endereço, trás ao leitor, com linguagem acessível, uma familiarização e desmistificação dos Residenciais geriátricos, até então ocupados de mitos e inverdades.  Leitura obrigatória para os profissionais que atuam ou almejam atuar em ILPIs bem como aos familiares que buscam um Residencial Geriátrico. Recomendo sem dúvida alguma." 

Daniela Stein

Educadora Física/ Saúde para bem-estar

"Um livro que traz informações importantes e necessárias sobre o universo das ILPI's,dando suporte e desmistificando para aqueles que precisam e desconhecem sobre o tema,além da contribuição da própria autora que traz casos através de suas experiências pessoais e profissionais e faz críticas sobre o modelo no passado e atual. Recomendo a leitura."

"Viver é envelhecer". Simone de Beauvoir